segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Nada Disso é Pra Você

Pra começar,

Vai acabar, eu vou dizer
Vai acabar, vai machucar
Vai clarear a cabeça


Você
Não vê que eu
Nasci aqui da minha voz?
De todos nós, e todos nós
Do mesmo pó das estrelas
Você não vê, não quer, não crê?
Nada disso é pra você querer
Não dá notícia paga, vai feito praga


Pra quê não vê
Não quer
Nada disso é pra você querer
Não tem, não vai nem vem


Pra começar,
Vai acabar, eu vou dizer
Vai acabar, vai machucar
Vai clarear a cabeça


Você
Não vê que eu
Nasci aqui da minha voz?
De todos nós, e todos nós
Do mesmo pó das estrelas
Você não vê, não quer, não crê?
Nada disso é pra você querer
Não dá notícia paga, vai feito praga


Pra quê? não vê
Não quer
Nada disso é pra você querer
Não tem, não vai nem vem...


Mariana Aydar

2 comentários:

nouvelles couleurs - vienna atelier disse...

I have understood almost all... I love portoguise...

mostra uma grande sensibilidade

Rosa da Rosa disse...

Olá Dario!Quem é o autor da fotografia? É bela...