sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Por Dentro Da Chuva - Franck


Há dias que saio de dentro de mim

fecho a porta de entrada

espalho-me por aí

feito chuva

feito ventania

feito pensamento

feito tempo...

Não dou espaço à solidão.


(by, franck)

5 comentários:

Silene Neves disse...

Olá...

Já estive aqui hoje(ontem quero dizer!), voltei, e me deparo com um poema do Frank...

Bela postagem que fizestes... Frank escreve maravilhosamente bem!

Linda madrugada de poesia!

Beijos da Sil.
Sempre aqui

Dan disse...

Oi Dario,

Nada como acordar de manhã, com algo assim tão lindo.
Deixo aqui minha inspiração:
O tempo não é mais que um fator para explicar os caminhos da sociedade. As pessoas comuns como nós é que dão movimento e vida aos acontecimentos e aos “heróis”. Não podem existir grandes homens se não existissem as pessoas que os forjam. Eles vivem através de nosso imaginário. Somos nós que lhes damos forma.

Abraços e bom fim de semana

Mente Hiperativa disse...

muito bom, vou la ler mais rsrss

Silene Neves disse...

Olá...

Vim agradecer sua visita tão amável e cheia de carinho!

Obrigado tbm por seguir-me... fico muito feliz!

Pessoas como vc são como flores pelo meu caminho!

Beijos da Sil
Sempre aqui contigo

Juliana Carla disse...

Boa noite Dario!

Vi pelo seu perfil que você é escorpiano. Também sou. Mas, meu ascendente é aquário. Fazendo jus ao signo somos intensos, não nos contentamos viver apenas de teoria. Então, vivemos muito desses dias de chuva, ventania, etc.

No mais, muito obrigada por estar no BRAILLE DA ALMA. Seja bem-vindo!

Sigo-te!

Grande abraço!