quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Em Dois

Eles tinham que falar, tinha que dizer o que estava entalado na garganta fazia tempo, tudo era uma questão de tempo, já tinham esperado noites e dias, se sentiam dentro de uma brincadeira de criança que não tinha fim, mas eles não eram mais crianças, muito menos gostavam de brincar. Mentira... Não era assim, eles eram felizes! Tão felizes que não tinham nada para dizer um pro outro, eles se conheciam tão bem que a palavra ficou obsoleta, um sabia do outro só de olhar no olho, se conheciam pelo cheiro. Não, eles não eram felizes, fingiam ser, viviam de aparências, não se falavam porque não havia mais o que falar, não tinham mais forças para nada, não tinham mais paciência para conversas que sabiam que não levaria a nada, para eles a vida estava sem cor, sem brilho. Mas eles se amavam, não... Não se amavam mais, ou será que... Não! Decidiram viver cada um de um lado da cama, dar bom dia no café da manhã e boa noite ao dormir e assim viverão mais ou menos feliz para sempre. Ou será..... Não! É assim e pronto.

8 comentários:

Sil.. disse...

Meu querido,

Que texto forteeeeeee...

Tem que falar mesmo, gritar...Assim não dá mesmo.

Amor não pode ser isso, não é isso...

Eu gosto do que vc escreve!!

Te beijo com carinho!!!!!!!

Dario Dariurtz disse...

Erros!!! Corrigi. Pronto!

cassia disse...

teatro dentro do teatro.

Mente Hiperativa disse...

Ixe, parece que eles lutam com todas as forças pra não serem felizes. Será que alguém "gosta" de ser infeliz? Ou será que se acostuma a ser assim?

Eles têm sintonia, se conhecem pelo cheiro, leem os pensamentos do outro, porque não se entregam à felicidade?

Silene Neves disse...

Oi Dario...

Cara!!!
Que blog interessante você tem!!!

Sua foto assustou-me... mas não fiz julgamentos (não me cabe!).

Achei tudo muito intenso aqui! E gosto dessa sensação! Não sou amante do óbvio! Apesar de ser uma pessoa comum, o que me habita não é bem assim tão comum!

Parabéns!

Beijos da Sil
Sigo-te feliz!

Diu Mota disse...

Não. Isso não conseguirá ir adiante. E nem precisa. O tempo irá mostrar que ainda há tempo para mudanças.
até

inclosed disse...

Sempre!

Gostei do texto. Beeijo

inclosed disse...

Sempre!

Gostei do texto.

Beeijos