domingo, 5 de dezembro de 2010


'Apesar de você, amanhã há de ser um novo dia...'

Insisti para que me escutasse, que não corresse desembestado por aí, ou que não enxergasse coisas que não existem; por incrível que pareça eu temo você, temo seus passos, suas atitudes e essas suas inconstâncias. Estou falando contigo, pode prestar a atenção!? Tenho tido sonhos interminavelmente sexuais, não sei o que isso significa, mas deve significar algo. Eu não conheço essas pessoas do meu sonho, nem você. Eu não conheço nada nessa terra seca. Pensei até em assistir O pequeno príncipe pra ver se entra poesia pelos meus olhos ou para que eu entenda a guerra entre os carneiros e as rosas. Você acha isso desimportante? Não, não acredito. O que foi que eu disse sobre andar de pés descalços? Ou mesmo sentir o crepúsculo em pontes enferrujadas? Sangrar é o de menos, todos sangram. Meu fluxo é de 100ml por minuto. Morro rapidamente caso você consiga acertar uma veia fibrosa. Meu querido, observe. Sai de cima dessa mesa, senta pra almoçar direito. Gosto tanto de você, não me faça ter raiva, ódio ou mágoa. Deixa sermos belos. Uma história bela. Estou com um anel de ouro na minha mão direita. Eu o beijei. Menino... Cresce! Olhos verdes não servem de nada. De nada.

'Triste é viver na solidão... " 

3 comentários:

Diu Mota disse...

Acho melhor o menino sair de cima da mesa. "...o sonhador tem que acordar..."

Boa semana...
inté

Mente Hiperativa disse...

EMOÇÕES À FLOR DA PELE! Essa é a marca 'Dariurtz Copyright'.

Quem é essa figura que você tanto descreve hein?

Sangrar de fato é o de menos, a dor física é a que menos dói.

E quanto aos olhos verdes, ah, o que tens contra? São charmosos, sobretudo quando misturados castanho e verde... rsrrsrs

Abraço

Lila disse...

Triste é não ter lembranças e nem objetivos.
Bjs meus !