sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A Vida Do Outro - Tatiana Valente

“Uma moça
De lá do outro lado da poça
Numa aparição
transatlântica
Me encheu de elegante alegria...” – Caetano
veloso

Linda, branca, morena, molhada, suada, macaca, doida, lúcida, Tatieuris, Tatiana, amiga, taurina forte, mulher valente. – Olhos brilhantes me leva contigo, me ensina a ser eu, me ajuda a tirar o peso das costas, quando crescer quero ser igual a você. Foi paixão a primeira vista. Quando conheci Tatiana, até então nunca tinha conhecido alguém tão pulsante, eu era menino, quer dizer... Era adolescente, mas me sentia menino, em meio a desordem em que vivíamos em pouco tempo nos tornamos amigos e companheiros de quarto, passamos por quase todas as etapas que uma amizade pode passar, formamos uma excêntrica família sem leis, companheiros de fé e sem fé. Dentro do nosso quarto nós morríamos e renascíamos todos os dias, - Ela tem sangue nos olhos, eu pensava. Hoje Somos irmãos.

-Ei mulher, como é que tu vai cortar teu cabelo hoje?


Música da Tatiana
video
Tiê - Dois

Carta da Tatiana
A Força
Será que é preciso falar mais alguma coisa...?

IMPRESSÕES DEIXADAS

Filme: A Insustentável Leveza do Ser

Livro: Metamorfose

Cor: Azul

Roupa: Saia Azul, Blusa Laranja e All Star Vermelho

Comida: Empanado de Frango, Arroz, Feijão e Salada

Robby: Pedalar

Mania: Fazer Mugangos


Um comentário:

Mente Hiperativa disse...

Caraca! Muito boa essa forma de apresentar e ao mesmo tempo homenagear as pessoas. Fica tão espontâneo, tão marcado. Além do mais não é um escrito que se preocupa em encaixar em nenhuma fôrma, gostei.

Já tô seguindo o blog, gostei desse espaço!