sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Sabe o tempo?¹


Sabe o tempo?! Ele nos prega peças sinuosas. Hoje eu pensei que poderia mudar a rota do meu dia:
 Ao invés de acordar tarde, acordar cedo. Ao invés de ter preguiça de estudar, ler três livros numa manhã só. Ao invés de me esconder, me permitir ser visto. Ao invés de ser o direito, ser o esquerdo.
 Enfim, ser o reverso de mim.

Infelizmente, se fosse fácil falar assim e só decidir...
 Só acordar de manhã e escancarar as janelas e sentir tulipas e cravos sorrindo para você...
 Aqui, é poluição, poeira, des-razão, descrença, sujeira, desigualdade, desonestidade, desamor....

Se eu conseguisse  mataria o tempo das coisas e me estabeleceria no tempo das relações...
E que fossem eternas enquanto durassem...
E que fossem feitas de poesias de crepúsculos...
E que fossem feitas de sorrisos sinceros.

O tempo virou.
Agora, eu sou Outro.

8 comentários:

MOISÉS POETA disse...

COMO DIZ CAETANO VELOSO:

¨O TEMPO É UM DOS DEUSES MAIS LINDOS¨

ESTOU FELIZ EM SABER QUE VAI FICAR POR AQUI.

UM ABRAÇO, MEU VELHO !

Mente Hiperativa disse...

Caraca muito bom po, gostei de Dariurt pisando em ovos... kkkkk

Almyr Rodrigues disse...

Nobre amigo...

Texto sucinto... E muito bem escrito, expressou exatamente o que sentia! E eu tento insistentemente acordar ao inverso...

Abraços

Silene Neves disse...

O "Tempo"...

Força invisível e poderosa não é mesmo Dario? A quem gostaria de ter controle sobre ele... esse "Senhor" de todas as coisas que pairam sobre essa esfera. O tempo muda... e depois que eu passo aqui... sou sempre outra! Ler vc é lindo demais! Adoro vc Amigo Querido!

Lindo fim de semana... dias de muita paz!

Deixo meu beijo
Com carinho
Sil
Sempre aqui

sweet girl disse...

Belo texto. Adorei a idéia de fazer tudo ao contrário. Na verdade, essas são as coisas que gostaria de fazer e não tenho coragem ( preguiça), aí acabo fazendo o contrário. Seria legal mudar isso...

H.Brayan disse...

oi Dário, que bom q resolveu voltar né ¬¬

penso q o tempo é o único capaz de nos convencer das coisas que sempre duvidamos, e responder as perguntas que sempre fazemos sobre nós mesmos.

abraços!

Marcio Nicolau disse...

Daniel, parabéns por esse texto. Belíssima imagem do reverso de si. O avesso do avesso do avesso.

Paula Barros disse...

Você escreve bem demais. E vai remexendo no meu avesso, e vou me identificando.

É encontrar alguém que pensa o que sinto, mas que consegue escrever de forma clara e poética.